mulher falando ao megafone para promover anúncios digitais e como podem ajudar no marketing médico
O que são anúncios digitais e como podem contribuir para o marketing médico
30/07/2020
médica ao computador usando estetoscópio no pescoço pesquisando sobre marketing digital médico
Guia completo do marketing digital médico
31/08/2020

Google Ads: o que é e como médicos e dentistas podem fazer uso dele

homem segurando celular para utilizar google ads para médicos e dentistas

Seu consultório, clínica ou hospital possui um site e um serviço excelente, bem como especialidades das quais muitos pacientes precisam? Ao mesmo tempo está em busca de maneiras de aumentar rapidamente a demanda de consultas e procedimentos e tornar o negócio mais lucrativo? Nesse caso o Google Ads é uma ferramenta muito indicada de anúncios digitais para você. 

Que o Google é a maior ferramenta de buscas do mundo com cerca de 5.5 bilhões de buscas diárias muita gente já ouviu falar. Mas muitos permanecem ignorantes a respeito da grande plataforma de anúncios desenvolvida pela empresa. 

Seu uso pode ajudar o marketing odontológico, marketing hospitalar e marketing digital para médicos a alcançar um novo patamar de divulgação. Compreendendo bem a ferramenta e aplicando-a na divulgação do dia a dia as chances de crescer são enormes. 

O motivo é simples: essa modalidade de anúncios digitais permite destacar sua empresa em resultados relevantes para os usuários. Assim, a clínica ou hospital fica mais próxima do seu público-alvo e aumenta as conversões e contatos. 

Vantagens de utilizar o Google Ads no marketing médico

Uma das principais vantagens de incluir esse tipo de anúncio digital no marketing clínica médica é a grande variedade de possibilidades. É possível criar um anúncio para clínica médica em texto, vídeo, para apps, entre muitas outras variedades que abordaremos mais à frente. 

A ferramenta do Google também permite analisar métricas detalhadas sobre o comportamento do usuário atingido pelo anúncio. Além de entender em qual horário o criativo performou melhor, a faixa etária e gênero mais propensos a clicar. Você também consegue ver como as pessoas se comportaram no site. 

É possível realizar testes para verificar o que realmente funciona no Google e acompanhar resultados em tempo real. Caso perceba que precisa de alguma alteração no criativo ou no orçamento basta fazer alterações sem precisar pagar a mais por isso. 

E existe uma vantagem ainda maior: estar no lugar onde o usuário procura respostas. O potencial de alcance do Google é simplesmente imenso. Todo mundo o utiliza e talvez seja o detalhe que faltava na divulgação do seu negócio médico para conseguir novos pacientes.

tela de celular com logo do google ads para fazer anúncios digitais

Como funciona o Google ADs

Antes de começar a investir em anúncios de Google recomendamos entender muito bem da plataforma. Apesar dela parecer simples e intuitiva a princípio existem dezenas de detalhes que podem impactar nos resultados de seu anúncio. 

Explore a plataforma pelo tempo que precisar antes de lançar seu primeiro teste. Caso não consiga entendê-la completamente busque ajuda. Existem especialistas em Google que trabalham em agências de marketing digital para médicos que conseguem auxiliar. 

Explicaremos abaixo os principais tipos de anúncios utilizados no Google Ads. A escolha certa varia de acordo com seu serviço e público-alvo. Portanto, entenda muito bem sua própria estratégia de marketing digital para começar a realizar investimentos direcionados. 

1. Links patrocinados na rede de pesquisa

Quando alguém faz uma busca no Google os resultados orgânicos aparecem por ordem de relevância. Logo no topo da página existem alguns resultados com a marcação de “anúncio” abaixo do link, estes são os patrocinados. 

Um anúncio para clínica médica na página de resultados de busca do Google, a SERP, permite que seu link fique em primeiro lugar para as palavras-chave e público escolhidos. Assim os cliques ficarão concentrados em seu anúncio. 

A estratégia é excelente para quem deseja aumentar os acessos ao site. Combinadas com um portal bem otimizado, responsivo e com carregamento rápido, ela é a solução certa para conseguir novas visitas e aumentar o número de vendas. 

2. Anúncios na rede de display

O Google possui milhares de sites parceiros espalhados pela web. Muitos deles atingem o público-alvo que os acessa para ver notícias, entretenimento e outras informações. Não seria ótimo conseguir atingi-los nesses espaços? 

É para isso que servem os anúncios digitais em rede de display. Através deles seu criativo é exibido em banners laterais, superiores ou até em pop ups nesses sites. Ele também pode aparecer em sites do próprio Google, como o Gmail. 

Anúncios na rede de display possuem uma alta chance de converter por atingirem uma pessoas que já está interessada naquilo que você oferece. 

3. Youtube Ads

O Youtube virou um dos gigantes digitais que em algumas casas até substitui a programação de TV. Seus anúncios possui um alcance impressionante e podem gerar vendas, contanto que sejam bem planejados. 

Os Youtube Ads também são criados através da ferramenta de anúncios do Google. Entre os locais onde é possível anunciar está dentro do próprio vídeo que o usuário assiste, nos banners laterais e superiores do site e também nas miniaturas entre os vídeos sugeridos. 

Existem ainda outras possibilidades de anúncios digitais utilizando o Google que nem chegamos a mencionar aqui, como o Google Shopping. A plataforma é imensa e pode aumentar os resultados de qualquer consultório, hospital ou clínica médica ou odontológica, basta saber usá-la. Está pronto para ficar mais conhecido e realmente alcançar pessoas que marcam horários e precisam de seus serviços? Nesse caso, não hesite em começar sua estratégia de Google Ads.

Outras ferramentas do Google ADS que ajudam na criação de campanha

Ao abrir o Google Ads, você verá que existe um menu bastante extenso. Ele ajuda não só a criar uma campanha do zero, mas também a fazer o planejamento adequado. Quem ainda está começando na plataforma frequentemente comete o erro de esquecer de entender para que servem essas ferramentas adicionais. 

Dessa forma, você acaba criando um anúncio padrão que não consegue se distinguir de milhares de outros similares. Sem ter uma otimização correta de público e palavras-chave, a chance de ganhar destaque, aparecer para mais gente e gerar uma ligação ou agendamento é pequena. 

Mesmo que os anúncios do Google permitam que você apareça entre os primeiros resultados, precisa ser para as pessoas certas e da maneira correta. Por isso, selecionamos as ferramentas essenciais que alguém deve entender para começar. Confira ao longo dos próximos tópicos. 

1. Google Keyword Planner

O planejamento de palavras-chave é o arroz com feijão das campanhas de anúncios no Google. Como já falamos anteriormente, estes termos estabelecem quando e como seu resultado patrocinado deve aparecer. 

Ou seja, escolher termos de forma aleatória ou considerando o que a “intuição” acha certo é um problema. Na realidade, é a melhor forma de gastar dinheiro sem colher frutos reais dos seus conjuntos de anúncios. Por isso, o Google fornece uma ferramenta para entender quais são os mais relevantes. 

Por isso, o Google Keyword Planner é uma ferramenta importantíssima. Ele permite verificar o volume de pesquisas mensais de palavras-chave de acordo com regiões (sim, dá para incluir somente sua cidade ou um conjunto de cidades). 

Além disso, ajuda a entender quais são as mais concorridas. Ao mesmo tempo que anunciar para um termo muito geral, como “sintomas de gripe” pode ser vantajoso, também é mais custoso. Então, muitas vezes, é interessante escolher palavras mais focadas e com um número de pesquisas mensais um pouco menor. 

2. Programação de dia e hora

Uma clínica que funciona somente de segunda à sexta das 8h às 18h precisa de anúncios somente nesses horários? Ou será que deve aproveitar os momentos de descanso do seu público em potencial para conseguir visitas ao site? É para isso que serve a ferramenta de programação por dia e hora. 

Nela, o usuário consegue escolher se deseja veicular um anúncio todos os dias e todos os horários ou não. Ela está disponível diretamente na tela de programação do anúncio, então fique atento para não deixar passar. 

Quem ainda está começando pode deixá-la no automático, já que é difícil de saber em quais horários o público em potencial está mais ativo. No entanto, conforme pegamos experiência com os ADs, dá para perceber um padrão de comportamento. 

Escolher um horário e datas específicas para veicular os conjuntos é uma escolha estratégica. Quando ela ocorre de forma sábia, podemos economizar dinheiro e tempo em ligações inúteis e focar nas pessoas que realmente têm chances de conversão. 

3. Estratégia de lance automático

Talvez você não tenha um especialista em Google Ads trabalhando com sua clínica. Nesse caso, é normal ficar completamente perdido com a quantidade de termos, palavras em inglês e ferramentas que a plataforma disponibiliza. Em especial quando o assunto são os lances. Será que você deveria alterá-los antes de começar a rodar uma campanha?

Não necessariamente. Saber determinar os lances usando o Keyword Planner pode economizar um pouco de tempo e dinheiro, mas existem também outras maneiras de economizar. A principal delas é utilizar o lance automático, quando o Google escolhe quanto você deve pagar por visita no seu lugar. 

A segunda melhor forma é contratar uma agência de marketing digital para médicos especialista em tráfego pago. Caso contrário, é melhor evitar mexer muito nas estratégias de lances para evitar perder resultados durante a campanha de ADs. 

4. Insights do Google Ads

Que jogue a primeira pedra quem nunca ficou ansioso por causa do Google Ads. É comum ficar procurando as palavras-chave selecionadas o dia inteiro para ver se o anúncio realmente está aparecendo. Mas temos uma boa notícia: não precisa perder todo esse tempo para avaliar os resultados. Até porque você não necessariamente conseguirá ver os seus anúncios na busca. Isso depende de você ter o perfil de navegação que é o target da campanha e do horário em que faz a busca.  

Para isso o Google oferece uma ferramenta de insights bastante completa. Seu objetivo é permitir que o usuário veja em tempo real como os anúncios estão em performance. Dessa forma, você consegue acesso ao número de pessoas que já viu o conjunto e número de cliques. Também conseguimos ver uma prévia do resultado na busca para entender como ele aparece. 

Aproveite os insights para entender quando algo funciona ou não. Você pode acessá-los tanto no caso de campanhas que estão rodando quanto aquelas que já terminaram. Assim, poderá entender o que realmente funciona, palavras-chave que são mais vantajosas e até que tipos de CTA (chamada para a ação) são melhores. 

Deixe a busca do Google para ver somente como a concorrência está se saindo, pode ser?

Mão segurando celular abrindo um perfil de Google ADs site E-clínica Marketing Digital

5. Anúncios de Google Ads para dispositivos móveis

O Google Ads também deixa usuários escolherem em quais dispositivos sua campanha deve aparecer. Tenha em mente que essa ferramenta é um pouco mais avançada e depende de um conhecimento detalhado do público. Caso contrário, você pode acabar perdendo pacientes em potencial, porque optou por não aparecer no seu smartphone. 

Lembre-se que boa parte dos usuários que fazem buscas online estão nesse tipo de dispositivo! Pesquisas indicam que o Brasil já possui mais de 2 celulares por habitante, com números que há muito ultrapassaram as vendas de computadores e televisões. Ou seja, quando deixamos de configurar um anúncio para aparecer em smartphones e tablets, perdemos boa parte do nosso público em potencial. Além disso, é importante que esse ad seja responsivo para garantir uma boa experiência para quem interage com ele. 

Mas vale lembrar que, quando existem dúvidas, as configurações automáticas ainda são as melhores. 

Melhores práticas de Google Ads para conseguir pacientes

Quando usamos o Google Ads com certeza queremos novos pacientes. Será que existem estratégias que ajudam a conseguir isso de forma mais efetiva? Com certeza!

Independente do seu nível de conhecimento da plataforma, fizemos um pequeno guia para que você comece com o pé direito. É claro que no marketing tudo depende do orçamento disponível e de ter um bom site. 

Mas conseguimos resultados satisfatórios mesmo para quem tem pouco para investir. Basta escolher as palavras-chave corretas e conferir as dicas que deixamos logo abaixo. 

1. Faça uma pesquisa cuidadosa de palavras-chave

Quanto mais tempo alguém passa procurando palavras-chave, maiores as chances de encontrar um diamante escondido. Vamos ser sinceros: todo mundo já pensou em anunciar para as palavras mais concorridas. 

O número de sites que tentam posicionar-se para algo como “clínica odontológica perto de mim” é impressionante. Por isso, um anúncio que roda exclusivamente para esse tipo de palavra pode sair mais caro e talvez traga menos resultados. 

Como a concorrência é muito grande, existem maiores chances de lances altos acontecerem fora do seu controle. Talvez um concorrente também tenha um site de destino melhor, mais atraente e otimizado. Não temos como saber a princípio, por isso a pesquisa é importante. 

Ela ajuda a determinar palavras-chave específicas para seu público. Mesmo que pareçam mais obscuras, elas encontram pessoas que têm a ver com sua clínica quando elas consideram procurar um especialista. Tenha certeza que os termos na lista são realmente relevantes para sua audiência e você estará no caminho certo. 

2. Use localização para atingir as pessoas certas

Por acaso você já viu um prato lindo no Instagram, mas perdeu todo o apetite quando descobriu que o restaurante ficava a 2h da sua cidade? É assim que possíveis pacientes se sentem quando entram no seu site só para descobrir que é longe. 

Quanto mais perto da clínica estiver de seus leads, melhores serão os resultados do anúncio. Ter um bom conhecimento do público ajuda aqui também, já que é interessante saber cidades e bairros onde seus pacientes estão. 

Aproveite que o Google permite selecionar públicos por localização. Ao definir onde as pessoas devem estar, você consegue atingir quem fica mais próximo. Dessa forma, as limitações para agendar uma consulta diminuem bastante. Nada melhor que buscar “clínicas perto de mim” e encontrar algo que realmente está próximo e possui excelente atendimento.

Já quem trabalha com especialidades mais raras pode se dar ao luxo de ampliar o raio. Afinal de contas, se existem poucos médicos que fazem o mesmo que você ao redor, pessoas de longe talvez precisem desse serviço. 

3. Crie um funil de vendas com Google Ads

O Google Ads permite acelerar o início da jornada do consumidor, mas ela ainda não terminou. Mesmo depois que alguém entrou no seu site e entendeu sua especialidade, existem chances de desistência. 

Portanto, precisamos elaborar um funil de vendas para evitar que esse usuário fuja da página da clínica. Uma estratégia comum no marketing digital é usar uma página para captura de e-mails. 

Por exemplo, um usuário chegou até o site querendo saber mais sobre cirurgias plásticas. Ao invés de deixá-lo ler o texto descritivo e ir embora, você pode incluir uma caixa para se inscrever na newsletter. Ou entrar na lista de espera para receber uma ligação da equipe especializada (ótimo para quem quer tirar dúvidas). 

Os próximos e-mails não terão muito a ver com os anúncios. Mas devem nutrir o lead que chegou até aí por eles para que ele eventualmente chegue a agendar sua consulta. Quem trabalha dessa forma consegue um retorno do investimento em ADs muito maior. 

4. Entregue o que o anúncio promete

Quando escrevemos o título ou copy de um anúncio queremos chamar a atenção. Assim, é comum que essas primeiras linhas estejam cheias de promessas que não estão realmente na página de destino. Existem alguns problemas com isso. 

Primeiramente, o Google é uma plataforma de anúncios que leva à página de destino em consideração. Quando ela não corresponde às palavras-chave do anúncio ou ao tema do título, sua qualidade cai. Assim, o valor por lance aumenta e o alcance na plataforma cai consideravelmente. 

Em segundo lugar, o usuário em si começa a perder a fé no seu endereço da web. Ao perceber que os anúncios de certo site são enganosos, ele não terá vontade de visitá-lo novamente. 

A estratégia para solucionar esse problema é simples: cumpra o que promete e faça isso nos primeiros parágrafos. Deixe isso em destaque para evitar possíveis pacientes abandonando a página. No fim das contas, mesmo quem soluciona o problema que estava descrito no anúncio pode perder visitantes se essa solução estiver escondida no final do conteúdo. 

Caderno de anotações sobre mesa site E-clínica Marketing Digital

Erros comuns no Google Ads que prejudicam a campanha

Será que sua campanha no Google Ads vai trazer resultados? É provável que você tenha colegas que endeusam a plataforma. Eles conseguiram muitos novos pacientes através dela, dizem que ela não tem defeitos. 

Ao mesmo tempo, outros reclamam e falam que nunca mais apostam em anúncios. Têm certeza que perderam uma pequena fortuna anunciando, além de muito tempo. Bem, é provável que o segundo grupo provavelmente esteja cometendo um dos erros que listamos abaixo. 

Confira para não cair na mesma cilada:

1. Esquecer de colocar palavras-chave negativas

As palavras-chave negativas são um conjunto de termos de busca para os quais seu anúncio não aparece de forma alguma. O Google faz isso para que você consiga selecionar bem seu público.

Pense em um cardiopediatra que deseja começar a anunciar. Caso ele esqueça de usar esses termos, pode acabar em buscas de cardiologia para adultos. Portanto, usar palavras-chave onde ele não deveria aparecer é uma boa ideia para economizar recursos e ter mais sucesso. 

2. Deixar de criar extensões de anúncios 

As extensões são partes clicáveis do anúncio que podem levar para um lugar que não é a página de destino. Elas permitem, por exemplo, que um usuário clique no número de telefone da clínica para fazer uma ligação diretamente. Também podemos aproveitá-las para mostrar especialidades que pacientes também podem precisar ou até direcionar à página de contato e endereço. 

Ao incluir extensões, você ajuda o usuário a tomar uma decisão imediata sem precisar clicar no seu site e navegar. Talvez não pareça tão interessante evitar essa visita, mas o resultado em termos de interação com o anúncio fica muito melhor. 

3. Enviar tráfego para o link errado

A intuição faz com que enviemos tráfego para a home do site. É lá que ficam as informações principais sobre a clínica, suas especialidades, endereço e telefone. Mas será que é isso que o usuário quer?

Antes de decidir enviar tráfego para a primeira página que veio à mente, avalie o objetivo do anúncio e seu texto. Dependendo do caso, talvez o ideal seria enviar o tráfego para uma página de especialidade.

Comments are closed.





    Grato pelo envio.
    Em breve você começará a receber nossas newsletters.