médico com as mãos na cabeça por não ter seguido as boas práticas de marketing digital médico
Marketing digital médico: o que pode e o que não pode
03/05/2021
médico olhando para o celular em dúvida de como usar hashtags no marketing
Como usar hashtags no marketing médico
02/06/2021

O que é linha editorial e como ela pode ajudar no marketing digital médico

homem com celular e notebook escrevendo em papel seu planejamento de linha editorial para marketing digital médico

Talvez você já conheça o termo linha editorial, afinal de contas, ele foi “emprestado” do jornalismo pelo marketing digital médico. Podemos defini-la de uma forma mais específica como uma visão ampla das temáticas que são abordadas dentro do conteúdo da empresa.

Dentro dela conseguimos definir:

  • Tom e linguagem utilizadas para todos os canais de comunicação;
  • Personalidade da marca;
  • Área de atuação do negócio.

Estava pensando que essa tal de “linha” tornaria seu conteúdo um pouco padronizado demais? É exatamente esse objetivo! A linha ajuda a criar regras que padronizam o conteúdo e ainda facilitam ao aplicar o marketing digital médico.

Pense em um hospital que tem dezenas de especialidades. É muito fácil se perder e começar a falar sobre todos os tipos de assunto nas redes sociais e blog, perdendo o foco e, consequentemente, a atenção de possíveis pacientes. Sem uma linha clara é difícil conseguir sucesso com suas estratégias de marketing.

Criando uma linha editorial para marketing digital médico

Já que tudo começou no jornalismo, voltaremos para entender como criar um projeto editorial. O conceito é bastante similar ao que se faz num jornal, uma linha que resume o foco e a abordagem que se deve dar às notícias e que deve servir de guia para qualquer matéria.

A linha a ser criada devem responder às seguintes perguntas:

  1. O quê? Seus objetivos, o que seu negócio da área da saúde deseja fazer. Um exemplo para uma clínica cardiológica pode ser: incentivar o autocuidado em pessoas de todas as faixas etárias; levar mais bem-estar a pacientes cardíacos e ajudar a diminuir a mortalidade por problemas que afetam o coração;
  2. Quem? O público-alvo que sua empresa deseja atingir. Quem possuir conhecimentos mais avançados em marketing também pode criar suas personas nessa questão. Tente utilizar um público bem definido, quem tenta agradar a todos acaba não agradando ninguém e não conseguindo definir uma linha clara;
  3. Onde? Por quais canais seu negócio se comunica? Eles podem incluir site, Whatsapp, Facebook, LinkedIn, telefone e muitos outros;
  4. Como? Quais assuntos serão abordados (falaremos mais a respeito a seguir) e usando qual tipo de linguagem. É importante que sua escolha seja relevante para seu público-alvo. Não adianta ter uma fala extremamente formal quando desejamos atingir adolescentes, por exemplo;
  5. Quanto? Com qual frequência você deve se comunicar? Isso também varia de acordo com o padrão de consumo de mídias do seu público;
  6. Por quê? Quais são os valores e motivos que movem sua marca, que tipo de transformação você quer gerar no seu público através do conteúdo?

Percebeu que mencionamos com frequência o público nessas perguntas? Isso precisa estar bastante claro antes de começar a montar sua linha para o marketing digital médico. Sabendo com quem queremos conversar todo o processo de criação de conteúdo fica mais simples.

Motivos para usar uma linha editorial no marketing digital médico

Para fazer uma viagem no menor tempo e da forma mais econômica possível você precisa de um mapa? Com certeza! O mesmo é válido para sua comunicação e marketing digital médico. Considere a linha como esse mapa que ajuda a deixar a viagem tranquila.

Através dela é possível criar uma padrão de comunicação e ajudar o produtor de conteúdo a fazer publicações sempre relevantes para seu público. Sem uma linha adequada é impossível iniciar uma estratégia de marketing de conteúdo eficiente.

A linguagem utilizada, temas relevantes, tudo faz parte dessa linha, guiando, inclusive, o calendário editorial. Confira abaixo alguns dos principais motivos para criá-la e utilizá-la no marketing:

médico participando de live pelo notebook seguindo linha editorial para marketing digital médico

1. Complementa o calendário editorial de marketing de conteúdo

Diariamente o gestor de redes sociais ou criador de conteúdo de uma marca precisa se perguntar:

  • Com quais tipos de publicações meus seguidores devem interagir mais?
  • O que pode e não pode ser abordado dentro do segmento de mercado da marca?
  • Será que a linguagem utilizada em cada peça não está formal ou informal demais?

Essas e outras perguntas são respondidas de forma simples aproveitando-se de uma linha editorial. Dentro dessa linha incluímos a criação de “pilares de conteúdo”, que são macro temas a serem abordados dentro do calendário editorial.

Isso quer dizer que o calendário se torna algo fixo ou engessado? Com certeza não. O seu único objetivo é manter uma comunicação coerente e que expresse a visão, missão e valores da marca a todo momento.

2. Uma linha editorial estabelece tom e voz de marca claros

Quando falamos em voz de uma marca estamos falando sobre a personalidade geral adotada em seus canais de comunicação. É possível defini-la por adjetivos que mostram como uma empresa, hospital ou clínica querem ser vistos ao se comunicar. Como uma marca divertida? Espirituosa? Ou séria e sensata?

É importante manter uma voz consistente para conseguir gerar identificação com seu público. Por acaso você acompanha as redes da Netflix ou do Nubank? Elas usam personalidades bastante definidas dentro das redes, tornando a comunicação com elas simples e até prazerosa.

Um hospital não precisa usar memes e piadas da mesma forma que a Netflix, mas pode ter seu jeito próprio de tratar os clientes online. A variação de sua forma de se comunicar de acordo com a situação é chamada de tom. Ela adapta a personalidade (voz) da empresa conforme o momento exige mais seriedade ou não.

Tudo isso fica definido claramente dentro da linha, orientando comunicações variadas e também o atendimento e SAC 2.0 em redes sociais, e-mail e Whatsapp.

3. Permite implementar a estratégia de marketing digital médico

Percebeu como tudo que mencionamos até aqui é a base de uma comunicação empresarial eficiente? Através dela seus esforços de marketing têm maiores chances de sucesso. Ao aplicá-la é possível associar emoções a uma marca. Um hospital ou clínica, por exemplo, é capaz de despertar confiança em seus pacientes, ajudando-os a tomar a decisão de realizar um agendamento.

Conforme aplicamos a linha editorial no planejamento de conteúdo, os seguidores desenvolvem um relacionamento com o perfil. Eles começam a conversar com ele, ao invés de somente visualizar posts. O resultado é lógico: maior número de contatos e melhores métricas em sua estratégia de marketing médico.

Os comentários estão encerrados.





    Grato pelo envio.
    Em breve você começará a receber nossas newsletters.