Ilustração de médico em uma clínica utilizando CRM em seu marketing digital
Como utilizar CRM na sua clínica.
28/03/2022

Redes sociais: um manual definitivo de marketing para médicos e dentistas.

cards de redes sociais na mesa - pessoas fazendo planejamento de redes sociais E-clínica Marketing Digital

As redes sociais já são parte da vida de muitas pessoas, que passam horas e horas vendo stories, posts e vídeos todos os dias. Algo que muitos que fazem a gestão de clínicas, consultórios e hospitais esquecem é que parte do conteúdo consumido é referente à saúde. Por isso, manter um relacionamento com seus seguidores através dessas redes ajuda a manter a relevância e até a conquistar novos pacientes.

Quer entender por que e como usar as redes sociais de forma estratégica para a área da saúde? Continue lendo e descubra tudo sobre essa parte essencial do marketing médico.

Vantagens das redes sociais para o marketing médico

Quem não segue celebridades ou profissionais de interesse nas redes sociais? Acredite, seus pacientes ou possíveis pacientes fazem o mesmo com quem é da área da saúde. Seja para ficarem sempre informados ou para acompanhar novidades de áreas de interesse, eles certamente querem essa conexão.

Agora vamos entender por que manter suas redes atualizadas com a criação de conteúdo estratégico.

1. Melhoram a visibilidade da clínica

Já diziam os antigos: quem não é visto não é lembrado e hoje em dia as redes sociais são uma das mais importantes formas de garantir sua visibilidade. As pessoas procuram conteúdo online, assim como clínicas e médicos quando precisam de atendimento.

No marketing, separamos o público em um funil de compra que começa com a consciência. Quando falamos de saúde em especial, esse é um momento de conexão importante, porque o paciente ainda não sabe que precisa de um determinado profissional da saúde, seja ele médico ou dentista. Talvez ele até sinta algum tipo de desconforto ou dor, mas ainda considera normal.

Conforme seus conteúdos ganham alcance (métrica que as redes usam para demonstrar quantidade de pessoas que viram algo), mais pessoas entram nessa fase de consciência. E um conteúdo de qualidade deve convencê-las a acompanhar seu trabalho ainda mais para que passem à próxima fase: a consideração.

É através desse primeiro contato que seus possíveis pacientes eventualmente começarão a pensar em agendar uma consulta.

2. Informam e educam possíveis pacientes

Desde a invenção do Google ficou muito mais fácil conseguir informações sobre saúde. Só existe um problema: muitas publicações que encontramos online estão erradas ou veiculam fake news. Por isso, o marketing médico tem um papel educativo bastante importante.

Que tal começar a mostrar informações importantes, verdadeiras e relevantes para seu público-alvo? Ao começar a criação de material educativo, você começa a cativar sua audiência. Todos querem saber como cuidar melhor da saúde e ter um bom estilo de vida e profissionais da área podem e devem ajudar.

Além de ensinar, o profissional da saúde deve direcionar seu público a outras fontes de informação confiáveis. Acredite, compartilhar conteúdo de quem produz algo relevante e importante também empresta autoridade a você. Deixe bem claro a seus pacientes como você é conectado com a área e está sempre a par das novidades.

3. As redes sociais acompanham o paciente durante o processo de decisão

Quando o paciente ainda está pensando se deve agendar uma consulta ele acaba recorrendo às redes sociais. Afinal de contas, existe lugar melhor para descobrir mais sobre algo do que em uma comunidade com pessoas que já passaram por isso? Ou em uma rede de um médico que é especialista no assunto?

Provavelmente seu paciente passou por diversos lugares da internet antes de pegar o telefone para ligar para a clínica. Então, quem conseguir acompanhá-lo nesse processo tem maiores chances de conquistar sua confiança.

Existem alguns tipos de conteúdo melhores para esse objetivo, como publicações sobre procedimentos e especialidades, lives para tirar dúvidas e caixinhas de perguntas nos stories. Cada pessoa que você responde é um paciente em potencial, lembre-se disso.

4. Engajar com a comunidade nas redes sociais

Como o próprio nome diz, as redes sociais permitem a criação de uma comunidade, seja ela local ou não. Através delas, é possível conversar com uma variedade imensa de pessoas e até com outros profissionais da saúde. Isso cria um novo estilo de “marketing boca a boca”, em que a indicação do seu arroba do Instagram é tão importante quanto um amigo comentando para o outro sobre você.

Interagir com pessoas da sua região que talvez estejam interessadas em serviços médicos é essencial. Com as redes sociais fica mais fácil, mas cada um precisa separar um tempo do dia para interagir e gerar reações positivas à sua marca.

Isso é válido para todos os tipos de redes. Desde Facebook até Instagram, Youtube e Twitter, todas permitem conquistar sua audiência através do diálogo. Lembrando que, quanto mais próximo você estiver, mais lembrado será por quem interage com seu conteúdo.

5. Geram uma experiência de pós-venda online

Digamos que você passou por uma cirurgia plástica recentemente. Depois do procedimento agendou o retorno para os próximos quinze dias e foi para casa. Essa distância do profissional da saúde faz com que você se sinta inseguro quanto à recuperação e os resultados, mas você só consegue mais informações na próxima consulta. É uma situação bem desagradável, não acha?

Com redes sociais o contato não para! No caso da cirurgia plástica, o paciente conseguiria continuar acompanhando dicas e cuidados através da conta do cirurgião. Poderia até tirar dúvidas inbox ou por comentários e certamente ficaria muito mais satisfeito.

Ao manter a conexão mesmo depois que a consulta aconteceu, podemos fidelizar o paciente. A tendência é que ele visite o médico com mais frequência e até realize novos procedimentos com o tempo.

6. Criam uma forma prática de entrar em contato

O telefone, que sempre foi a melhor forma de entrar em contato com qualquer clínica, está ficando obsoleto aos poucos. Num mundo multitarefas como o nosso, conseguir conversar, tirar dúvidas e até agendar consultas sem precisar de uma ligação é ótimo! Por isso, as redes sociais estão virando uma forma de contato para os possíveis pacientes.

Eles adoram a velocidade e a praticidade. Afinal de contas, sequer precisam parar de rolar o feed para conseguir um horário. Só lembre-se: quando você começar a usar as redes como estratégia de marketing, precisa ficar atento a esses contatos. Deixar as pessoas esperando resposta ou ignorá-las completamente é a melhor maneira de perder pacientes.

quebra-cabeças e dados de redes sociais - E-clínica Marketing Digital

Conteúdos relevantes para redes sociais

Sim, redes sociais são importantíssimas! Mas como conseguir sucesso através do conteúdo? Separamos alguns conteúdos que ajudam a deixar suas redes mais engajadas e interessantes para os usuários. Mas é sempre importante considerar o perfil do seu público-alvo antes de começar a publicar.

1. Conteúdos informativos sobre saúde

Como mencionamos acima, seu público está ansioso por informações confiáveis. Aproveite seu conhecimento aprofundado e contato constante com pacientes para tirar dúvidas comuns. Para isso, use uma linguagem simples, direta e de fácil compreensão.

Um erro comum na área médica é aprofundar demais certos tipos de conteúdo educacional. Mesmo quem tenta atingir outros profissionais da saúde precisa lembrar que boa parte dos seguidores é leiga. Eles precisam entender o que você está tentando explicar, então sempre simplifique.

Além disso, devemos lembrar que o consumo de conteúdo na internet é rápido e superficial. Mesmo que seja possível escrever vários livros para uma única pergunta, o profissional da saúde terá de escolher um recorte e focar nele.

2. Dicas rápidas de qualidade de vida

Ter saúde é uma necessidade de qualquer ser humano. Na tentativa de manter um bom estilo de vida, o público procura dicas rápidas, práticas e que consiga aplicar na rotina de profissionais da saúde.

Crie esse tipo de conteúdo de consumo rápido para ter um impacto positivo na vida de seus seguidores. Quando alguém colocar em prática uma de suas dicas e conseguir o que quer, certamente começará a ver o especialista com olhos diferentes e começará a divulgá-lo para seu círculo de colegas e amigos.

O importante aqui é escolher o formato certo para transmitir a informação. Alguns médicos preferem cards estáticos com texto, outros gostam de vídeos e outros preferem reels com um pouco de humor. Mas a realidade é que não existe uma forma correta de transmitir informação, o que importa é encontrar algo com o qual seu público interaja.

3. Divulgação de serviços e procedimentos

Não tenha medo de se autopromover na internet, em especial nas redes sociais. O que mencionamos anteriormente de criar algo que traga um impacto positivo na vida das pessoas é importante. Mas você também precisa partir para a próxima fase: levar essas pessoas impactadas para dentro do consultório.

Ou seja, além de informar, ensinar e dar dicas, você também precisa publicar informações sobre seus serviços. Para uma clínica, isso significa deixar sempre em evidência com quais especialidades trabalha, procedimentos mais comuns, exames, equipamentos, entre outros.

De acordo com o Conselho Federal de Medicina, a promoção de valores e pacotes não é permitida. Mas isso não significa que você deve deixar de mostrar o que faz para que seguidores cheguem a agendar consultas.

4. Novidades da área médica nas redes sociais

Que tal mostrar aos seguidores de redes sociais que você está conectado com o que existe de mais moderno da área? Compartilhe novas pesquisas, lançamentos e todo tipo de notícia que conseguir encontrar. Ao mostrar-se como um profissional atualizado, você consegue gerar autoridade e confiança por parte do público.

Além disso, é sua chance de levar conteúdo técnico, mas de uma forma palatável para o público em geral. Mesmo que a informação não seja exclusivamente sua, a autoridade por “traduzi-la” de termos médicos para algo que todos entendam permanece com você.

Por fim, o paciente passa a observar quem compartilha novidades como uma referência no seu setor. Aproveite para fazer o mesmo sempre que comparecer a eventos, congressos e até cursos para receber atualizações.

5. Marketing interno da clínica ou hospital

Sua clínica está realizando alguma campanha interna, como arrecadação de alimentos, eventos para clientes ou algo similar? Tudo deve aparecer nas redes sociais! Seus pacientes e seguidores querem ver o rosto de quem está por trás do nome da clínica.

Divulgar conteúdo através dos próprios especialistas e de quem trabalha no espaço também é uma forma de humanizar a marca. A conexão que criamos através desse tipo de estratégia ajuda a fortalecer outros conteúdos, sejam eles dicas ou divulgação de procedimentos.

Só tome cuidado com a exposição de pacientes nesses momentos. Eles nunca devem aparecer nas redes sociais sem a devida autorização ou ter seus dados pessoais, como nome, expostos.

6. Divulgação de conteúdo aprofundado no site

Esperamos que você esteja usando seu site para divulgar artigos de blog mais detalhados sobre temas relevantes. Ainda não começou? Então o momento é agora, já que é possível aproveitar redes sociais para aumentar o alcance desse conteúdo.

Já falamos que você deve manter as publicações simples, breves e de consumo rápido. Mas nada impede de direcionar a pequena parcela do público que está interessada para seu blog, onde pode saber ainda mais sobre o assunto.

Sempre que criar um artigo, tente derivá-lo para alguns posts mais simples e avise o público que podem ler mais no site. Conforme a quantidade de usuários aumentar, as ligações e agendamentos devem seguir.

7. Meses de conscientização sobre doenças

Os meses coloridos são focados em diversas questões de saúde, como:

  • Janeiro branco: saúde mental;
  • Fevereiro roxo: Alzheimer;
  • Março lilás: câncer de colo de útero;
  • Março azul-marinho: câncer colorretal;
  • Abril azul: autismo;
  • Maio roxo: doenças inflamatórias intestinais;
  • Junho vermelho: doenças do sangue;
  • Junho amarelo: hepatites virais;
  • Agosto laranja: esclerose múltipla;
  • Setembro amarelo: suicídio;
  • Outubro rosa: câncer de mama;
  • Novembro azul: câncer de próstata;
  • Dezembro laranja: câncer de pele.

As datas permitem realizar o que chamamos de marketing sazonal nas redes sociais. Ou seja, aproveitamos que um tema está em alta para falar ainda mais sobre ele e informar nossos pacientes. Por vezes, existem campanhas estaduais ou municipais acontecendo para esclarecer o público, o que deixa o assunto ainda mais relevante na sua região.

8. Divulgação conquistas de especialistas nas redes sociais

As redes sociais também devem ser uma vitrine de conquistas para quem atende na clínica ou hospital. Um dos especialistas ganhou um prêmio ou uma homenagem na universidade onde dá aulas? Ótimo, é sua chance para construir essa imagem de autoridade e conhecimento. A equipe de atendimento foi premiada por uma revista local? A conquista também vira post, afinal, todos devem saber do seu trabalho excelente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *





    Grato pelo envio.
    Em breve você começará a receber nossas newsletters.